20.1.07

"Os Infiltrados" e "Babel"

Semana passado assisti no cinema Os Infiltrados e hoje assisti Babel. A seguir comentários sobre as duas obras que com certeza polarizarão o Oscar 2007.


Os Infiltrados
Estrelas não faltam no elenco do filme pelo qual Martin Scorsese ganhou o Globo de Ouro de Melhor Diretor em 2007. Leonardo DiCaprio, Matt Damon, Jack Nicholson, Mark Walhberg, Alec Baldwin, entre outros.

A história de Os Infiltrados fala sobre dois jovens da cidade norte-americana de Boston, em que um se infiltra na polícia para ser o informante da máfia irlandesa e outro que deixa (aparentemente) a polícia para se infiltrar na máfia irlandesa (Damon e DiCaprio, respectivamente).

Sangue, tiradas espertas e violência, em um combate de titãs (personagens e seus intérpretes) é o que a película tem a oferecer, maestria nas interpretações (principalmente de Nicholson, impagável como chefe da máfia, e Walhberg, engraçado e irritante como investigador da polícia) além da agilidade e competência do diretor para esse tipo de filme.

O filme retrata um mundo selvagem em que qualquer erro pode ser fatal.

Babel
O diretor mexicano Alejandro González Iñáritu concluiu sua trilogia (iniciada em 2000 com Amores Brutos e continuada em 21 gramas, de 2003) com Babel, sendo premiado inclusive com o Globo de Ouro de Melhor Filme de 2007.

Nesse filme mais uma vez personagens com histórias aparentemente desconexas se relacionam e tem sua trajetória transformada, só que em Babel tudo e mais grandioso: 3 países (México, Marrocos e Japão), 5 idiomas (inglês, espanhol, marroquino, japonês e libra - linguagem de sinais).

Uma turista norte-americana é baleada quando visita o Marrocos com seu marido, esse tiro acidental é atribuído a um atentado terrorista, causando complicações até para a ferida. Nesse mesmo país, um pai tenta livrar a cara de seus filhos autores do disparo. Nos Estados Unidos, a babá mexicana da ferida decide levar os filhos da patroa para o casamento do seu filho do outro lado da fronteira. E do outro lado do mundo, em Tóquio, uma garota surda-muda tem problemas de comunicação com seu pai e com garotos.

O fio condutor dessas histórias extremamente dramáticas é a comunicação. Iñáritu mostra em seu filme os males da falta de comunicação entre as pessoas. Mesmo num mundo cada vez mais global, as pessoas dão cada vez menos importância ao que o outro tem a dizer é a mensagem do filme.

São 3 histórias que renderiam ótimos filmes se fossem separadas. Mas ao aparecerem unidas em uma mesma produção chocam, sensibilizam e desnorteiam a platéia. Excelente trabalho do elenco (Cate Blanchett, Brad Pitt, Gael García Bernal, Kôji Yakusho, Adriana Barraza, etc), de roteiro (Guillermo Arriaga) e direção. Cheirando a Oscar...

5 comentários:

dantaox 20/1/07 21:11  

hi We had prepared 50,000 dollars for your gift Please visit my website immediately

Fernanda 21/1/07 13:30  

E babel tem a novata (pra gente da moda!) Rinko Kikushi, que tem tudo pra ser a próxima "girl of the moment" da anna wintour na vogue américa. a moça já ganhou matéria no telegraph e tudo, tem que prestar atenção nela!

André,  21/1/07 20:19  

Ahhh eu preciso ir mais ao cinema.
Que bonita a Gisele nessa foto de baixo.
Ela tinha que vir pro SP Fashion Week.

Kal,  21/1/07 20:19  

se babel tiver a mesma qualidade de 21 gramas já valeu o filme.

Katacultura 22/1/07 00:10  

Olá,
ótimo blog!
Se der dá uma passada no meu:
www.katacultura.blogspot.com
vamos manter contato
Abração

          © Zapping News - Blog Design Emporium Digital | Daniela Milagres

TOP