11.2.08

Noite de gala

O 50º Grammy Awards (2008) foi uma cerimonia bonita, um pouco longa, mas bastante emocionante. Interessante a mistura dos shows, entre nomes já consagrados da música, com artistas novos e de muito sucesso.

Na festa de ontem, ratifiquei uma certeza antiga: aqui no Brasil não deu certo, mas o reality show American Idol (do qual o Ídolos é uma cópia deprimente) é um dos nascedouros de grandes artistas dos EUA.

A constatação estava entre os indicados e vencedores de algumas categorias da premiação: Carrie Underwood, vencedora do AI 4 (2005), Fantasia Berrino, vencedora do AI 3 (2004), Daughtry (banda formada por Chris Daugthry do AI 5, de 2006).

Homenagens
A grande homenageada da noite era Aretha Franklin. Uma voz potente com anos de estrada. Verdadeira diva, que tá pau-a-pau em silhueta com nossa querida Alcione, né?

O quarteto de Liverpool, os Beatles, também foi lembrado com uma bela exibição circense e um medley de "Let It Be" de arrepiar.


Por falar em arrepiar, o que foi Beyoncé introduzindo Tina Turner? Glamour e talento para ninguém botar defeito, além do show cheio de energia das duas cantoras.

Grandes apresentações
Além da Amy Winehouse (vide post anterior), a frontwoman Alícia Keys com John Mayer (hot!) cantando "No one", a doce Feist interpretanto "1234", o show de piano em "Raphsody in Blue" (música que tocava na época da banda marcial do colégio), o rapper Kanie West e Daft Punk e a performance de Dave Growl e seus companheiros do Foo Fighters (com incríveis violinos) foram grandes momentos desse 50º Grammy.

Rapidinhas:
Uau!: o novo cabelo da Rihanna ficou beeeem melhor (muito hene, um corte mais moderno) e voi lá!

Apareceu: Cher apareceu gente! Ela fez uma das apresentações do Grammy. E li no blog Menatwork que ela se prepara para uma turnê de três anos em um hotel nos EUA.

Querendo conhecer:
Brad Paisley vejam a foto e digam se não vale a pena ouvir um pouco de country music?

7 comentários:

Lorena Portela 11/2/08 16:42  

li os posts tudinho desde 21/01. gosto de ler assim, tudo d uma vez.

amy a-ba-lô.

tu tb.

Klero 11/2/08 17:23  

Tudo conectado. a mulher plástico vai se apresentar em Vegas no lugar da Celine Dion, precisa dar um up na imagem pra vender ingressos... (mas acho que é só por um ano)

Já Tina Turner e Beyoncé... é nítido que uma é talento, a outra produto da cultura (alguém fala pra B que as pernas delas estão GORDAS, e ela deveria se espelhar na Tina? hihih)

Mas Tina cantando What's Love Got to do with it... impecável!

Robsrod 11/2/08 17:33  

Hum, comparar Aretha Franklin com Alcione é vangloriar quem tem talento, mas nem tanto quando. Fora isso, achei que foi igual a todos os anos, os favoritos ganharam, na entrada teve o desfile e pose para as fotos para ver quem estava mais elegante, parecido ao melhor estilo do Oscar e enfim, As coisa continuam como estão.
PS. Os caras do Foo Figthers mandam muito

André Mans 11/2/08 17:36  

I love country. Keith Urban né tb?
Não vi o Grammy fico caçando vídeos no Youtube... espero pegar uma reprise.

Clebs 11/2/08 21:13  

Adorei a nova cara do seu blog, Alberto!!!

Mas aproveitando... o MEU blog é TUDO MUNDO e não TODO MUNDO!!

There is no polite way to correct someone!!! hahahahaha

beijao!!! E Amy sem o pó e duas pedras de gelo pra mim, ok?

vermelhocarne 12/2/08 01:01  

Amy é do caralho. Não dá pra falar menos.
Pena que tá se acabando, né? Aproveitemos antes da overdose fatal.

Abração

Rodrigo 12/2/08 07:54  

E viva a Tina Turner...!
Hip-hip-hurra!

          © Zapping News - Blog Design Emporium Digital | Daniela Milagres

TOP