23.3.08

400 days later


Vazia, a pista principal parecia menor. Ainda não passava da meia-noite e meia e o clima era agradável. Pairava uma brisa fresca no ar, fruto da tempestade de verão da tarde.

Rostos familiares pipocavam aqui e acolá. Alê e eu tricotávamos, como há meses não fazíamos. Novidades, estresses cotidianos, rompimentos, casos esporádicos e confissões descontraiam o início da madrugada.

"Se jogar na buatchi" (ainda mais se é a "buatchi" em questão é a mais conceituada da cena) tem suas vantagens: a música agrada logo de cara, o público belo também, fora o bom atendimento no bar. O opcional "carão" aparecia vez ou outra, normal também, quem nunca fez?

Rihanna logo de cara na pistona e o povo delira. Surge o primeiro descamisado. Pronto, efeito cascata... e de repente estamos cercados por corpos sarados, suados, sem camisas, desenhados sob as luzes e os lasers. E a gente sabe que a reclamação é da boca pra fora...

Duas da manhã e a pistinha abre, e parece que chegamos à filial da Blue Space. Drag music rolando solta, com batidas mais intensas, o público no desbunde. Passinhos, sensualidade, risos e tudo o mais a que temos direito.

Um novo cenário. Da última vez, no final do salão tinha um banheiro, agora o local fechado a cadeado tem funções mais recreativas, digamos assim, e é rota de boa parte dos clientes. Estes, pelo menos até às cinco horas, deviam estar decepcionados, o dark permanecia fechado.

- "Oi, você não é o Beto?". A blogolândia se reconhece e encontro Di Magro e Foxx, que veio saiu de BH para aproveitar o feriado na paulicéia.

Uma olhada melhor no ambiente e a constatação de que a frequência está um pouco mais democrática. Da trava que faz ponto na avenida Valdemar Ferreira no Butantã, ao estilista da SPFW, com fogo e cheio de vontades para com o seu namorado, um universo mais misto, com predominância dos fortões (óbvio), mas todos em um clima de celebração.

Fazia mais de 400 dias que eu não ia à The Week. Essa abstinência de ir ao clube não foi proposital, aconteceu. Foi um misto de falta de tempo e opções por novos programas. 400 dias depois, a casa continua impecável e é melhor ainda quando se está acompanhado de gente amiga.

8 comentários:

Kal,  23/3/08 18:35  

Grande Gil. Mandou bem na crônica

Clebs 23/3/08 19:16  

Olha eu sempre fui adepto do deixa-o-velho-quieto-para-virar-novo. Leia-se deixar uma coisa esquecida pra lá para depois encontra-la com um outro ar, uma outra luz, mesmo sendo a mesma coisa velha de sempre. Faço isso com quase tudo, vai do papel de parede do meu pc, passa pelo protetor de tela do meu celular, roupas, amigos (não dá para fazer isso com namorados) e, como aconteceu com vc, noitadas.

É muito bom voltar a algo que vc já sabe o que é depois de um tempo de abstinência....o simples fato de ter novamente já é uma ótima sensação. E o legal é exatamente isso que vc fez, olhar com novos olhos.

reinaugurar-se...

Abração!!! (será que ainda vou catucar vc em alguma nigth da vida hahaha)

Latinha 23/3/08 23:08  

Nada como uma boa companhia!!!
Boa semana e grande Abraço!

Anônimo,  24/3/08 10:53  

O feriado acabou, "tamo, tamo" de volta!
Abraços!

Goiano 24/3/08 11:52  

genteeeeeee
ontem falei com o foxx e ele falou q ia na boite e hj ja tem post !
uahuahuah

eu vou interrogar ele
otima semana moço bjos

Klero 26/3/08 00:25  

ah, eu fu dois fins de semana seguidos na T-shirtless, mas no feriado dei uma pausa... teria visto mil blogueiros por lá, é?

blogolândia!

          © Zapping News - Blog Design Emporium Digital | Daniela Milagres

TOP