16.4.08

Antes mesmo da janela


Vivemos semanas aturdidos e bombardeados pelo caso da menina Isabella Nardoni. Esqueceu-se da dengue, dos cartões corporativos e do dossiê da Casa Civil. Retrocedemos à Idade Média, em que cidadãos clamam pelo linchamento do pai e da madrasta da menina, os principais suspeitos do crime.

A morte da menina de apenas cinco anos chocou. Contudo, em uma análise bastante fria, o caso deve muito de sua repercussão a uma técnica do jornalismo conhecida como critério de noticiabilidade.

Segundo a BOCC (Biblioteca Online de Ciências da Comunicação) "existe um conjunto de critérios de seleção de acontecimentos, isto é, uma escala de valores que permite analisar o grau de possibilidade de um acontecimento se transformar em notícia".

Diversas literaturas tratam sobre o tema, muitos são os sinônimos desses tais critérios, mas sem sombra de dúvida a proximidade (menina de família de classe média, média alta), a curiosidade/surpresa (pai e madrasta principais suspeitos), os valores socioculturais (a quebra da unidade familiar), a continuidade (a repetição do caso, mesmo sem novas evidências) e a comoção, entre outros, fizeram do caso a tragédia do semestre.

Ano passado, foi a morte do menino João Hélio; em outubro de 2002, foi a vez de Suzane von Richthofen. Em zonas periféricas e afastadas esse tipo de ocorrência é "carne de vaca"...


Colaboração:
BOCC e Observatória da Imprensa

12 comentários:

Kazé 16/4/08 11:57  

Pois é;
E depois se vai o sensacionalismo e tudo fica devidamente esquecido.
Poucos ainda se lembram do João Hélio.
Eu me lembro todas as vezes que olho para o banco traseiro de meu carro e vejo o cadeirão de meu afilhado vazio.
Não querendo nem imaginar que algo assim aconteça com ele.
Beijos.

Too-Tsie 16/4/08 12:44  

Pois é, o nosso país é viciado em tragédias que marcam.
Eu acho que tá mais que na hora de botar o foco em outra coisa, como prefere a mãe da menina.

Alexandre Lucas 16/4/08 12:44  

A maldade humana sempre à espreita...

MariBarros 16/4/08 13:39  

Nossa!
quem matou Isabella, estou at� hoje em duvida, mas falam que foi o proprio pai, esse assuntoi estar s� no come�o, ja estou vendo o fim deles. rs!

Vai passar ser� na Linha direta no ano de 2015.
KKKKKKKKKKKK

Fernando 16/4/08 14:01  

excelente post Alberto ! Tive essa mesma discussao na faculdade daqui, mas falando do caso dos McCann e da garotinha que tava desaparecida Shannon Matthews. abraco

Jarbas 16/4/08 14:53  

o que estão fazendo de sensasionalismo com o caso dessa menina, não é acreditavel;
quando eu disse ontem á noite para uns amigos que discutiam quem tinha matado a criança, como se fosse detetives, tive que ouvir que eu era insensivel. acredita?!

enfim... a empressa marrom está adorando isso.
sônia abrãao gozalitros todas as tardes!

Liz / Falando de tudo! 16/4/08 17:15  

O Brasil é um pais que se choca somente se o caso for realmente chocante como esta da menina...e ha tantas atrocidades...mas so exergamos o que percute na midia!
Beijos

Milkshake / ALV 16/4/08 17:43  

Aqui em Curitiba a "sensação", ou melhor, a noticia sensacionalista essa semana é sobre uma menina de 5anos que morreu atropelada por um onibus no domingo 13/04.

e tem agora em nivel nacional ( e internacional possivelmente), a noticia do Paranaense que foi preso por "tentar" dar o golpe do seguro forjando a propria morte...

Tarco Rosa 16/4/08 20:47  

Diante de tudo isso, ontem estava conversando com alguns amigos e fiquei chocado. Todos se referiam ao sensacionalismo da mídia e defendiam que hoje ela é irrelevante. O principal argumento deles era que a mídia consegue essa comoção com o caso, mas que, apesar de tudo que noticiou, não conseguiu fazer com que Lula não se reelegesse. Para eles, isso mostra que a mídia hoje não é mais formadora de opinião, mas é pura manipulação... Fiquei sem saber o que pensar e lembrando da importância que, principalmente os noticiários já tiveram em casos como a luta contra a ditadura, as diretas-já, o empeachment do Collor...

Petê 17/4/08 01:39  

Engraçado como sempre fazemos posts na mesma linha. Dá uma olhada lá...

Betto Mendes 17/4/08 08:42  

Engraçado como eu já tinha pensado em algo parecido. Mas sem tantos termos técnicos...
Tomara que passamos mais algum tempo "de folga" desse tipo de notícia.

¿Controversy! ® 17/4/08 13:39  

Infelizmente os valores éticos e morais estão revertendo-se e o conceito de família, há muito vem se deteriorando. Culpa de uma sociedade hipócrita e burra, além de outras instituições que não contribuem em nada com a valorização e desta.
Vamos ver até onde vai o caos que se assola nesse momento.
¿Abraços!

          © Zapping News - Blog Design Emporium Digital | Daniela Milagres

TOP