6.2.09

O velho e o moço

Benjamin nasceu em um dia de celebração. Era final da Primeira Guerra Mundial, em 1918. Porém, ao invés de trazer júbilo e alegria aos seus pais, trouxe dor. Sua mãe morreu no parto. Seu pai, consternado pela aparência envelhecida do bebê, deixou-o na porta de um asilo.

Essa é a história, que poderia ser trágica, mas é bastante curiosa e bonita de Benjamin, mostrada no filme "O Curioso Caso de Benjamin Button" ("The Curious Case of Benjamin Button", EUA, 2008, 166 min., Drama), de David Fincher.

Baseado no conto homônimo de F. Scott Fitzgerald, o longa traz o galã Brad Pitt no papel principal e bastante irreconhecível. A tecnologia e a maquiagem ajudam a criar o personagem em diferentes idades. Indo contra o fluxo da vida, partindo de uma infância velha, até chegar à velhice infantil, a produção realiza uma das mais belas parábolas sobre o tempo, a vida e a morte.

Criado por uma mulher negra, Queenie --a excelente Taraji P. Henson--, Benjamin se apaixona por Daise (Cate Blanchett) ainda criança e, no decorrer das quase três horas de filme, vai reencontrá-la em variadas etapas de sua vida.
Será no meio do percurso, quando cada um tiver 40 e poucos, que eles se entregaram a uma verdadeira e linda paixão.

"O Curioso Caso de Benjamin Button" é o recordista de Oscars desse ano, concorrendo a 13 categorias. Disputa bem três prêmios para melhor filme, diretor, coadjuvante para Taraji P. Henson. E leva, com certeza, roteiro adaptado, direção de arte e maquiagem.

Brad Pitty se sai muito bem no papel, mas sua indicação nem foi tão merecida. Seria melhor se tivesse sido lembrado como ator coadjuvante em "Queime Depois de Ler".

4 comentários:

Mike 6/2/09 11:47  

Fora que o trailer é de arrepiar, só a cena do final com a cate blanchett velhinha levando o bebe button de mãos dadas é de emocionar...

Serginho Tavares 6/2/09 12:21  

e que venham os oscars!

Aline 6/2/09 16:51  

Demais esse filme! Eu fiquei meio quadrada de ficar 3 horas sentada, mas vale a pena.

Alexandre Lucas 9/2/09 23:13  

Achei a trama parada e pouco crível, mas valeu pelo elenco, hehehe.

          © Zapping News - Blog Design Emporium Digital | Daniela Milagres

TOP