22.8.07

Eles cresceram...

Ontem teve a pré-estréia do filme Cidade dos Homens, que chega nas telonas no dia 31/08. O filme é baseado no seriado homônimo da Rede Globo de Televisão. Diretor, atores acompanharam junto da imprensa e público a exibição do longa nas salas de cinema do shopping Frei Caneca.




Cidade dos Homens
(Brasil, 2007, 110 min, Drama)

Quem pretende assistir ao filme Cidade dos Homens buscando uma cópia ou sequência de Cidade de Deus, vai ter uma boa surpresa quando for ao cinema.

Os cenários do longa ainda são as favelas do Rio de Janeiro, as personagens ainda se constituem do povo do morro – desde moradores de bem até bandidos mal encarados –, a guerra do tráfico ainda rege a vida daquelas pessoas.

Contudo, Paulo Morelli, parceiro de Fernando Meirelles na produtora O2, que assina a direção da versão cinematográfica da telessérie homônima da Rede Globo, consegue distanciar seu longa do sucesso Cidade de Deus.

Ao contrário do ritmo de videoclipe que fez o filme de Meirelles sucesso de público e crítica e renovou a estética cinematográfica brasileira, Cidade dos Homens faz uma opção por ações mais lentas, e cortes menos instantâneos.

A história é centrada nas trajetórias de Acerola e Laranjinha (Douglas Silva e Darlan Cunha, respectivamente), dois amigos nascidos e criados na favela carioca Morro da Sinuca.

Ambos cresceram sem pais, estão prestes a completar dezoito anos e encontraram na amizade, recíproca, o alento para não sucumbirem nas danações da exclusão social.

Acerola se divide entre os cuidados com seu filho Clayton, de dois anos, e seu emprego de vigilante noturno. Enquanto sua esposa (Cris) trabalha e sonha em comprar uma casa para a família, ele cansado da vida precoce de casado resolve curtir o que a vida tem de bom e "tirar o atraso" com outras mulheres.

Moto-táxi no morro, Laranjinha, vive na incansável busca de sua origem. Quer saber quem é seu pai e substituir o campo “pai desconhecido” de sua certidão de nascimento. Assim, poderá tirar seu RG e “arranjar trabalho”.

Quando enfim Laranjinha, com a ajuda de Acerola, encontra seu pai, segredos do passado são desenterrados, o que acaba por colocar os dois amigos um contra o outro, em meio a uma disputa pelo poder no morro da Sinuca.

Um dos trunfos de Cidade dos Homens são os flashbacks das peripécias dos dois protagonistas no decorrer dos anos que entremeiam a narrativa, o que dá uma intensidade dramática maior aos acontecimentos, pois mostram que eles não são frutos só do presente.

O filme é construído de forma plurar, cenas eletrizantes de conflito entre traficantes, outras de curtição em um baile funk e tiradas de um humor espontâneao, mostrando que esses seres humanos esquecidos que habitam regiões tão inóspitas são capazes de levar a vida, mesmo na ausência do mínimo necessário.

A fotografia empregada (de cores escaldantes como o próprio Rio de Janeiro), similar ao de Cidade de Deus, faz questão de apresentar a paisagem carioca como ela de fato é: um deleite de beleza natural, mas encrustada com favelas e construções clandestinas.

As ações das personagens são duras e muitas vezes sem retorno. E causam uma certa proximidade ao espectador que assusta e ao mesmo tempo sensibiliza.

Mesmo com um roteiro muito didático no princípio e a boba insegurança da equipe ao colocar no banner de divulgação do filme a citação “dos mesmos criadores de Cidade de Deus”, o filme merece ser assistido e é até agora um dos melhores lançamentos brasileiros do ano.


6 comentários:

Jéssica Mallmann 22/8/07 19:53  

loira_es aqui!
Te linkei no meu blog.
Legal, acho que provavelmente vou acabar indo ao cinema assistir.

Beijo!

Paulo Hasse 22/8/07 23:52  

Eu também vou provavelmente assistir o filme, eu assistia o 'seriado' na globo. Abraço

Déa 23/8/07 08:08  

Parabéns pelo comentário. Sabe que eu já vi o trailer milhões de vezes e não tinha a mínima intenção de assistir. Tava achando que iria ser fraco demais. Agora, depois de ler o seu comentário, me aguçou a curiosidade. Beijos

tiozinho 23/8/07 08:15  

Oi Alberto!
Retribuindo a visita!
Boa semana!
abs

Srta Green 23/8/07 11:38  

Eu me sinto velhona quando encontro um garotão que cheguei a ver brincando na rua só de cueca =p
E esses dois aí (do filme) cresceram tb, né? O tempo tá passando hehehe
bjooo

KAIKE 23/8/07 13:23  

LEGAL...
VOU ASSISTIR..
BEIJÃO
E OBRIGADO PELA VISITA AO MEU BLOG.

          © Zapping News - Blog Design Emporium Digital | Daniela Milagres

TOP